Spider Baby (1967)- Blu-Ray 720p- Legendado

Spider Baby (1967)- Blu-Ray 720p- Legendado


♪ Gritos e gemidos
morcegos e ossos ♪ Monstros adolescentes em
casas mal-assombradas ♪ Fantasmas nas escadas
Mordidas de vampiro ♪ Tenham cuidado!
Hoje é noite de lua cheia ♪ Aranhas canibais rastejantes ♪ Meninos e ghouIs jogando bola ♪ Frankenstein, Drácula
e até mesmo a Múmia ♪ Com certeza acabarão
na barriga de alguém ♪ Pegue um roedor
alguns cogumelos e ervas daninhas ♪ E acrescente uma coruja velha
e seus filhotes ♪ Misture sete pernas de
um animal de oito patas ♪ E então está tudo pronto para
um banquete canibal ♪ Sente-se junto ao fogo com
uma taça de bebida ♪ Com o demônio e o
lobisomem ao seu lado ♪ Essa orgia canibal
é estranha de se ver ♪ Numa história louca nunca contada “DICIONÁRIO DE DOENÇAS
INCOMUNS E ESTRANHAS” “A Síndrome de Merrye”. “Conhecida assim porque
só foi encontrada “na descendência de
um tal Ebenesiah Merrye. “Uma regressão infantil progressiva,
que começa entre os dez anos de idade “e que se agrava inexoravelmente
no curso da vida do paciente. “Acredita-se que, eventualmente
a vítima da Síndrome de Merrye “regressa a um estágio pré-natal, “chegando a uma condição pré-humana
de brutalidade e canibalismo. “Vários especialistas se negam a admitir
a existência da Síndrome de Merrye.” Inacreditável? Mas verdadeira, com certeza. Eu sei muito bem. Sem dúvida, a Síndrome de Merrye
não existe mais. Desapareceu, pra sempre, da raça humana, naquele dia fatídico há dez anos. Pode me informar o caminho
para a residência dos Merrye? A residência dos Merrye! Se esse lugar existe,
nós não sabemos nada dele! Vamos entrar. Alguém em casa? Alguém em casa? Por favor, diga-me
que tem alguém em casa. Oi, aí dentro! Olá? Olá? Te peguei! Um grande e gordo inseto caiu em minha teia! E agora a aranha vai te
dar uma grande picada! Picada, picada… …picada, picada! Picada, picada, picada, picada! Picada! Virginia! Virginia, está louca?
Olha o que você fez. Você é má!… Má! Bruno vai odiar você! EIizabeth? Virginia? EIizabeth? Virginia? EIizabeth? Um, dois, três… EIizabeth! Bruno, Virginia fez
muito mal a alguém! Você deveria odiá-la. EIizabeth, quantas vezes eu já disse
que não deve sentir ódio? Deixo vocês sozinhas uma vez… e olha o que acontece. EIizabeth, eu confiei em você,
você era a responsável. Não é minha culpa,
eu não fiz nada! Foi ela.
Estava brincando de aranha. – Deveria odiá-la.
– Não! Você estava encarregada. Virginia!
Virginia, vem aqui logo! RaIph! RaIph, RaIph, RaIph! RaIph! RaIph! RaIph! R-R-R-RaIph! RaIph! RaIph! RaIph!
R-R-R-RaIph! RaIph! Ralph? Estamos em casa. RaIph! – Ralph, estamos em casa.
– RaIph! RaIph. RaIph! Virginia, não saia daqui. Vamos, sente-se. Sente-se. Você também, Elizabeth. Crianças…
Preciso dizer uma coisa e quero que me ouçam com atenção. Lembram-se da última vez,
quando aqueles dois meninos pularam o muro e que Virginia quase os
pegou em sua teia? Então, as pessoas começaram
a nos questionar e isso é ruim. Seu pai não ia gostar disso, Virginia. E não posso estar
aqui o tempo todo. Tenho que levar o Ralph
ao médico, na cidade, de vez em quando. E você, Virginia, estava responsável
por cuidar de sua irmã. Não deve brincar de aranha nunca mais. Nunca mais brinque de aranha de novo! Oh, RaIph,
o que você tem aí? Era desse senhor. Ralph, me dá isso aqui. Obrigado, Ralph. É de um advogado… Sim, um advogado. Que é isso, Bruno? Alguma coisa ruim? Quantas vezes tenho que dizer que algo que não é bom também
não é exatamente ruim. Já sei disso! Deve ser algo muito ruim! Nada é tão ruim. Ah, é? Mais pessoas virão aqui. Papai não gostaria disso. Mais pessoas? Querem ser seus… Querem ser seus tutores legais. “Como últimos herdeiros “da linhagem de Titus W. Merrye…” – Não é o papai?
– Sim. Uh… “Dia 14 de…” Hoje é dia 14! Crianças, devemos guardar
alguns segredos hoje. O que você quer com isso? Vamos logo!
Quero ver tio Ned. Você não deve fazer isso. – Ei!
– Cuidado! Estou entrando, tio Ned. Estou chegando,
tia CIara, tia Martha. Estou aqui, tio Ned. EmiIy! Você não pode… Peter, se não gosta como eu dirijo,
pode descer e pegar um ônibus. Espera aí, isso não foi ideia minha. Eu nunca tinha ouvido falar em
família Merrye! Quem são eles? São meus primos, querido,
devemos conhecê-los… Certo. Quer dizer, tudo bem… Mas sabe que isso
não foi ideia minha, ok? Claro, querido… Você nunca tem ideias,
pequeno Peter. Que te faz pensar que
esse é o caminho certo? Deve ser. Taí, está vendo? Bom… Acho… …que é isso. Não vejo sinal do… Como se chama?
O advogado. Obviamente ainda não chegou.. Provavelmente, o mordomo irá buscá-lo
em uma carruagem. É melhor darmos uma olhada. Estarão aqui em breve, por que não… Qual o problema, Peter?
Com medo? Talvez não seja apropriado
invadir assim a casa de alguém com quem vamos litigar… Lembre-se de tentar evitar
esse método mais difícil, se possível. Bem, aí está você. Que foi?
Parece que viu um fantasma?! Não seja ridículo! Era um horroroso… babuíno! Cuidado pra não ter um treco! Sr. SchIocker, Acho que precisa abrir
a janela por dentro. Sim. O que está acontecendo?
Por que paramos? – Haverá uma explosão, senhor.
– Como é? Uma explosão, senhor,
na estrada nova. Então melhor esperarmos. Não demorará muito, Sr. Shocker. O nome é SchIocker, Sr. Bruno. Por favor, senhor… Apenas Bruno. Entendido, Bruno. Gostaria de dizer que aprecio
sua cooperação neste caso. Não esperava por isso. Cooperação, senhor? Sim. Pra dizer a verdade,
estava totalmente preparado pra me valer dos serviços
de um marechal, se fosse necessário. Enfim, obrigado pela sua cooperação. Eu aprecio isso e farei meu melhor
para não se esquecer disso. Esquecer… Senhor?
Eu… Eu não compreendi muito bem. Bem, na…
na disposição do imóvel. Enfim, acredito que
tantos anos de serviço fiel não podem ficar sem recompensa,
não importa o quanto mal aconselhado for. Obrigado, senhor. Agora, Bruno, gostaria de fazer
umas perguntas, se não se importa. Tudo bem, senhor. Continue. Pelo que entendi,
durante todos esses anos você tem sido o único tutor das três crianças
de Titus W. Merrye. Correto? Como o senhor disse,
por muitos anos. E por que estas três crianças
nunca foram permitidas a usufruírem de alguma educação formal? Oh, não, senhor. O Mestre não teria permitido. E cuidado médico profissional? Oh, isso é diferente, senhor. Asseguro-lhe que houveram visitas
frequentes e regulares, senhor. Quer dizer que não estão bem? Bom…
Como o esperado, senhor. Entenda,
não são… crianças normais. Decerto, podemos entender
Bruno, no entanto… Veja, eles…
Você pode chamá-los de retardados. Retardados? Pois é, cresceram e nunca foram
à escola, um dia sequer. Não, senhor. Eu não acho
que entendeu, senhor Sharker. Tenho medo que não tenha
entendido, querido amigo. Existem instituições devidamente
qualificadas para isso… Especialmente, quando são
administradas pelo setor privado. Francamente, acho esse assunto
um tanto chocante. Acrescento, que existem recursos
judiciais adequados para tais abusos. Não acho que o Mestre aceitaria. Vamos lá, camarada.
Vamos tirar esse carro daqui. Sim, senhor. Ah, minha querida Srta. Howe. Que prazer em vê-la! E o jovem Sr. Howe! – Olá Schlocker, como está?
– Feliz em te ver, rapaz. Esta é minha secretária,
Srta. Morris. – Olá Srta. Morris, como está?
– Olá. Chega de apresentações, Schlocker. Precisamos fazer uma
vistoria na propriedade. Sim, as crianças já ficaram
sozinhas por tempo demais. Sigam-me e lhes mostro
aonde podem estacionar. Porém queria lhes pedir um favor… Tratem as crianças com cuidado. Entendam que não estão
acostumadas a estranhos. Elas podem ficar incontroláveis…
se as deixarem irritadas. Garotas, sua tia Emily
e seu tio Peter. EIizabeth e Virginia. Dois nomes belos
para duas meninas belas. – A senhorita…
– Ann. Ann. RaIph. Cadê o Ralph? RaIph? RaIph! Virginia! RaIph! R-R-RaIphy! Virginia. RaIph!
R-R-R-R-RaIph! RaIph! RaIph. Oh, ele está bem, EmiIy. É apenas um garotão! Sim, é como você diz, senhor. É apenas… Um garotão. Veja bem, Bruno, você não parece entender
a gravidade do caso. Essas… crianças necessitam claramente de
atenção médica profissional. Não acredita? O senhor não está
totalmente enganado, mas prometi ao pai delas que nunca permitiria que
a doença que elas sofrem se tornasse assunto de
curiosidade pública. Besteira! A época em que escondíamos nossos
doentes mentais em casa por vergonha Ficou pra trás…
Que nem seu carro velho. – Estão falando de nós, Virginia.
– Eu sei. Mas, Sr. Sharker,
Uma promessa em leito de morte não pode ser desconsiderada. Bruno, que você entende
como “doença”? São crianças retardadas… Não, isso é mais que um retardo mental. É um tipo de regressão, um deterioramento progressivo
das faculdades mentais. Uma decomposição do cérebro,
por assim dizer. Ela… começa no fim da infância, e… progride rapidamente, resultando no final
em… uma deformidade física. Parecido com os últimos estágios
da paralisia. – É tão grave assim?
– Sim. A família Merrye, ou melhor,
pelo menos parte dela, sofre com isso há gerações. E lamento dizer… Acho que esta é
a última geração. Que desgraça… Bruno, quer dizer que esses três… ? Sim, senhor. É o resultado infeliz… de endogamia. Ok, Bruno, mas vamos
deixar esse assunto pra depois. Hum… agora vejamos. Sim, gostaria de saber
do paradeiro de outros membros
da família Merrye. As duas irmãs de Titus W. Merrye, e seu irmão que se chama…
Acho que… Nedrick Merrye. Se estão vivos. Vivos? Bem, pode-se dizer
que sim, senhor. Vamos Bruno, não enrole. Estão por aqui ou não? Estão falando do tio Ned. Eu sei. Foi necessário levá-los a… um tipo de instituição
mais… particular. Meu caro. Resumindo, está dizendo… …que o chofer da família pode ser
o único responsável pela propriedade e pelos menores? Não vejo dessa forma, senhor. Entendam,
prometi ao Mestre… Sim, já entendemos.
Escute, Schlocker, a viagem foi longa. Gostaria de um banho e
descansar um pouco. Continuaremos depois do jantar. Jantar? Sim, está na hora do jantar. Na verdade,
Bruno, temos a intenção de passar a noite aqui. Oh, não, senhor.
Isso é absolutamente impossível. Porque, porque… Não
estamos preparados para visitas! Parece que existe uma
divergência de opiniões entre hóspede e anfitrião. Tem comida na casa, não? Claro. Vejam bem,
Nosso regime é muito severo. Mas, suponho que podemos
pegar algo para comer. Sim, sim, suponho que podemos! Sinto cheiro de inseto. Um… …gordo, preto e suculento… Estou orgulhoso de você, Virginia.
Você foi ótima! Ralph está pronto, Bruno. Oh, obrigado, Elizabeth.
traga-o pra baixo então. Querida, não há duvida alguma
de que aqui teremos um argumento verdadeiramente
de peso. Bom, mas o que eu queria saber
é como isso vai acabar? Ainda é difícil dizer. Quem sabe com uma audiênci…
Srta. Morris, passe-me o inventário. Certo, Sr. Schlocker. Isso é só a ponta visível do iceberg,
por assim dizer. Com mais informações,
poderíamos projetar a curva. Oi, Ralph! Olha o Ralph! Pôs a roupa de festa
especialmente pra nós. Não é adorável? Senhoras e Senhores,
o jantar está servido. Finalmente! Obrigado, Virginia. Muito bem, Virginia! Posso levar comida
para o Winifred? Ah não, agora não!
Não pode esperar? Se estiver com fome,
irá atrás da comida! Neste caso, pode ir, mas, depressa! Estou indo! Está com fome, Srta. Morris? Sim, estou esfomeada! Vamos? Sentem-se onde quiserem. Temos poucas cerimônias,
na casa dos Merrye. Há muito tempo, não temos convidados. Há muito tempo mesmo. Tê-los aqui é um grande prazer. Pode sentar, Ralph. Winifred? Winifred? Barney, você voltou! Muito má, Winifred,
não me crie caso. Virginia?
Estamos te esperando. Sente-se, Virginia, por favor. Voilà! Que é isso? É um coelho, evidentemente. Não está ruim, Bruno.
Cozido no ponto. Obrigado, senhor!
Espero que gostem. Tivemos sorte de poder
oferecer carne hoje. É que somos vegetarianos. Vegetarianos? Ele está morto.
Não comemos coisas mortas. – Oh Deus, por que…
– O Mestre… Deixe-me adivinhar,
é uma promessa. Não foi um capricho, lhe garanto. O Mestre sabia que o perigo era grande. Perigo? Sim, Bruno, mas o que
quer dizer com isso? O Mestre acreditava e devia
saber melhor que ninguém que comer carne acelera o
desenvolvimento da doença. Não, não acredito
no que estou ouvindo! Um minuto, Bruno. É como a historia
do leão manso que evita comer
carne pela primeira vez? Receio que seja algo
mais grave, senhor. Enfim… seja o que for, coelho… ou o que seja… …Eu dispenso. Mas está com boa aparência
Deixe que eu corto. Obrigado. Vá em frente. Devo dizer a todos… que podem agradecer ao
Ralph por tê-lo pego. Sério?
Muito bem, Ralph! Vou… Vou pegar mais. Obrigada. Como se chama isso? É uma delicia especial,
nosso prato favorito. — É chamado de “soufflé di funghi.”
– O quê? Cogumelos, Schlock. – Cogumelos!
– Sim. Um alimento essencial.
Crescem muitos nos arredores. Foi o Ralph…? Ah, não… Virginia os pegou.
Vocês verão, ela tem um talento extraordinário
para colher somente os… …não venenosos. Vamos lá.
Não seja mesquinho. Vamos lá. Obrigada, tio Peter. Ei, SchIocker, Não se pode dizer
que não são educadas. Oh, Srta. Howe, já que esses
pratos não lhe agradam, quem sabe queira provar nossa
verdura fresca da horta? Toma Emily, prove a salada. Permita-me. Não está ruim. Ralph não é vegetariano? Sim, mas Ralph pode
comer o que ele caça. Oh! Emily, está muito bom.
Não sabe o que está perdendo! Como disse, nossa alimentação
é muito restrita. Mas muito saudável. Muito bem! Todo mundo
deveria comer assim. Temos pratos mais suculentos, porém ainda não está na época. Não, senhor, não deveria. Não, talvez não. Ainda quer passar
a noite aqui, Emily? Você não pode me tirar
daqui, Peter. Com certeza, querida. Concordo. Mas como eu estava dizendo, senhor… Não há nada a acrescentar, Bruno. Não se complique mais. Queremos ser justos com você. As irmãs podem dormir juntas.
E você com Ralph… Podemos fazer assim… Não, é impossível!
É muito perigoso! É uma casa muito velha… A madeira está podre… e terão que andar no escuro. Besteira! Agora vai dizer que
a casa está assombrada. Não, não é nada disso. Fala de vampiros. Sim, e de lobisomens. Gosta de filmes de terror,
Srta. Morris? Sim, adoro!
“DrácuIa”, “Frankenstein”. E “A Múmia”? Ah, “A Múmia”… Amo!
Seu jeito de andar… Arrastando as pernas…
Um passo e arrasta… E “O Lobisomem”! Hoje é noite de lua cheia. Sr. Schlocker… Se não precisar mais de mim, posso encontrar… Tem um hotel no vilarejo. De qualquer forma,
só temos dois quartos. Peter pode ir com o carro, e encontrar
uma pousada para a Srta. Morris? Sim, eu vi um hotel no caminho. Ok, boa ideia! Traga-a de manhã, meu jovem. – Amanhã será um dia longo.
– Não se preocupe. Obrigada, Sr. Howe. Você é muito bem vinda. Crianças, alguns convidados
ficarão aqui esta noite. Podem me ajudar a arrumar os quartos? Claro, Bruno. Uma aranha! Morta! Odeio aranhas! Temos muitas aranhas. Gosta de aranhas, Sr. Howe? Sim, Virginia.
Adoro aranhas. Você quer jogar
a aranha comigo? – Virginia…
– Claro! Brincarei com você. Talvez amanhã? Desculpe não poder hospeda-los todos. Será um prazer voltar
a vê-los amanhã. Igualmente, Bruno. – Obrigado, senhor.
– Muito obrigado. Boa noite, crianças. Srta. Morris, temos que ir. Com prazer, Sr. Howe. Ei! É a montagem mais
encenada que já vi… Tem algo muito estranho
acontecendo aqui. E vou descobrir o que é! Lá vamos nós. Ainda é cedo, Srta. Morris. Talvez queira tomar um drink
na pousada. que o Bruno falou. Gostaria muito, Sr. Howe. E também de um sanduíche
se não for pedir demais. Virginia? Virginia? Vai dar boa noite ao papai? Elizabeth, está com medo? Medo de quê? Ora, dessa gente… Odeio-os. Não deve odia-los. Você também deveria,
eles odeiam aranhas. Eu sei. Esse senhor baixinho se parece
com um grande inseto, né? Verdade. Sabe do que eu gostaria? É divertido brincar de aranha,
Virginia? Muito! Estou indo te cobrir, papai. Boa noite, papai. Ora, ora, vejam isso… Já é demais! Foram longe demais, dessa vez! Senhoritas?! Isso ultrapassa os limites
da prudência e do bom senso. Não sei o que acontece aqui… mas terei que chamar
as autoridades. Existem leis. O Código Penal… Mate-o! Mate-o! Isso não está certo!
Existem procedimentos adequados. Boas maneiras! Por favor! Deixem-me ir! Mate-o! Agora podemos colocá-lo de volta
em sua cama. Bruno não saberá de nada… Por favor, não me odeie,
não queria fazer isso! Ela me obrigou!
Ela me obrigou, Bruno! Ele estava nos espionando. Que disse a ele? Ele ia contar pra todos, Bruno! Sim, Elizabeth, ele contaria a todos. Não se preocupe, Virginia. Não te odiarei. Sabia que isso aconteceria algum dia. Mas não tão cedo… Verdade que não me odeia? Prometi ao seu pai nunca odiá-los. De verdade? Ele é quem você deveria odiar. EIizabeth, já te disse,
não é bom odiar. Crianças, tenho algo a dizer. Escutem com atenção. Há muito tempo atrás,
prometi pro pai de vocês que cuidaria sempre
de vocês e de Ralph. Daí… veio esse Sr. Schlocker. Era um homem muito mau. Queria levá-las pra longe daqui,
o velho Bruno nunca mais as veria. Mas… …fizeste mal a esse Schlocker… …e agora ele não fará mais nada. Mas em breve,
virão outros senhores, e serão piores que ele… E você não poderá machucar
a todos, porque… … serão muitos. Não podem nos separar, Bruno Não podem me levar
à força daqui! Não podem me levar
à força daqui! Prometi ao pai de vocês. Eu sabia, Bruno. Não tenho medo. Nos sobra pouco tempo,
de qualquer forma. Logo, Ralph estará… pronto
para juntar-se ao tio Ned e tia Clara… E depois vocês… Queremos ficar aqui
pra sempre, Bruno, com você, Ralph e tio Ned. Vamos. Eu prometo. Ficaremos aqui pra sempre. Sabem… …eu sei onde tem um novo jogo que fará uma coisa maravilhosa! Um joguinho? Sim! E vocês poderão ficar
acordadas até tarde para vê-lo! – Sério?
– Sim. Agora, preciso ir buscá-lo, mas não demoro. Por favor, não vá, Bruno! Estou com medo. Só demorarei um pouco, logo estarei de volta. EIizabeth, cuide de seu irmão e irmã, não deixe que se metam em encrencas. Promete? Sim, Bruno. SchIocker? SchIocker? SchIocker?
SchIock…? SchIocker! Ela contará tudo! – Peguem-na! Peguem-na!
– Não a deixe escapar! – Vai contar tudo!
– Pega ela! Tia EmiIy? Tia EmiIy? Para onde ela foi? Tia EmiIy? Olha ela lá! Vamos pegá-la! Vamos pegá-la! Ei, Liz. Ei… é verdade que você é fã do Lobisomem, Ann? Sim! Todos os homens
deveriam ser assim. Feras selvagens! Sem vagas também. Esse é o último, Ann. A próxima cidade fica a 80 km! Não deveríamos ter perdido tanto
tempo naquela pousada. Não me dei conta da hora. Perdi a conta, bebemos muito! Eu sei, mas me lembro
exatamente como foi. Escute, não há nada
que se possa fazer Vamos nos encontrar com
Emily e Schlocker. Entendi! Entendi! As aranhas não comem
umas as outras. As canibais comem! Bruno! Bruno! Não acho que é o Bruno. Ah não! É o tio Peter
e aquela bela moça, estão voltando! Virginia, não deve machucar
mais ninguém, senão Bruno te odiará realmente. Não é certo! Além disso, gosto do tio Peter.
Não é como aquele senhor maldoso. De qualquer forma,
vão contar tudo pra ele. Você acha? Contarão tudo? Claro, Bruno disse que
viriam outros, lembra? Estão chegando.
Que vamos fazer? Preparemos um plano. Tem gente. Bem… Espero que não seja o Ralph. Ralph é apenas um garotão. – Você realmente acha isso?
– Com certeza. Olá, crianças. No fim, a Srta. Morris e eu
teremos que passar a noite aqui. Não encontramos vagas. Boa Noite, tio Peter. O Sr. Bruno está? Não, saiu.
Querem entrar? Sim, entrem. E tia Emily, está acordada? Não precisa acordar ninguém. Concordo.
Quando Bruno volta? Estará aqui em breve. Se acomodem, sintam-se em casa. Virginia, querida,
distraia o tio Peter, enquanto eu entretenho
essa linda senhorita. Tudo bem… Tudo bem. Elizabeth sabe o que fazer. Já que você disse. Claro. Escute,
é fácil conviver com Emily, quando ela está dormindo! Não será necessário. Dormirá no quarto de papai. Melhor, impossível. Está vendo! Obrigado Elizabeth, é muito prestativa. Então… boa noite. Até amanhã. Está sendo muito atencioso. Por aqui, senhorita. Estou feliz que tenha voltado. Gosto de você. Também gosto de você! A senhora é muito amável. Gostei de você de cara. Não é como os outros. A Virginia e o Ralph também
gostaram de você. Todos nós. Até o tio Peter. Não conte nada, não importa o que Bruno fale… Não pode contar nada. Gosto de você, bela senhorita. Bela senhorita? E a grande aranha negra
gira ao redor, e envolve o inseto em sua teia. Virginia, por que a aranha envolve
o inseto em sua teia? Não posso dizer! Ah! Certo. Quanto tempo demora esse jogo? Está quase no fim. Pronto. Agora, sim. Virginia? E o que faz a aranha agora? Como? Ah sim… Agora, a aranha vai
dançar pro inseto Irá provocá-lo Picá-lo, atormentá-lo, e fazer com que se contorça,
para que o suco tenha um sabor melhor. Virginia, melhor
jogarmos outro jogo. Tio Peter,
você gosta dessa moça bonita? Sim, gosto sim. E de mim, você gosta? Quando o Sr. Bruno volta? Bruno não vai me odiar,
ele prometeu. As aranhas gostam de insetos. Elas têm bom gosto. Mas os insetos não devem
gostar muito de aranhas… Eu gosto de aranhas. Eu também. – Vou te picar agora.
– Vai o quê? Virginia, e o Sr. SchIocker?
Sr. SchIocker? – Ei, SchIocker!
– Picada! Preciso ir por uns minutos. Já volto. Não se mova, inseto! Que faremos com ela?
Ralph não a deixará ir! Como assim “que faremos”? Você não sabe?
O plano é seu! Não tive tempo de terminá-lo! Está se mexendo,
como um grande inseto numa teia. Tio Ned poderia acalmá-la. Não! Bruno seria contra. Por outro lado,
Ralph gosta dela, né? Só a mantenha calma. Não devemos fazer mal a ela. Uma aranha é muito astuta. De forma inteligente, suga os fluidos vitais do
corpo do inseto. Que desiste de lutar. Isso fará com que ela fique quieta? Encontre algo afiado. RaIph? Segure-a! Quero fazer um
pequeno corte! Vai vazar muito? Suficiente para que se acalme até que Ralph possa brincar com ela. Olhe! RaIph? EmiIy? RaIph? Emily, estou aqui!
Aonde vai? Meu Deus, me ajude aqui! Esse monstrinho me amarrou! Peter! Aguente ai, Ann! Socorro! Crianças? Ela atacou o Ralph! Ralph já está melhor… Eu trouxe a grande surpresa
que lhes prometi. Nos deixe ver!
O que é? É uma surpresa secreta. Oh, senhor, não sei como isso chegou
a esse ponto, mas sugiro abandonar esse lugar
o mais rápido possível! Onde está Ann? Ann! Cadê ela? Se eu fosse você, se apressaria! Estou indo! Que vai fazer, Bruno ? Primeiro haverá uma grande luz
e depois BANG! Oh, menino! Olhem! Tio Ned! Que historia mais incrível! Mas pra mim,
teve um final feliz. Como único parente vivo, herdei toda fortuna dos Merrye que no fim acabou sendo…
enorme! Porém há algo mais importante:
minha esposa. Essa é nossa filha, Jessica. Mamãe, posso sair? Está bem, Jessica. Mas volte
pra casa se começar a chover. Sim mamãe. E foi assim que a Síndrome de Merrye desapareceu para sempre,
com a família que a portava. E como meu parentesco é muito distante, minha família nunca sofreu esse distúrbio. Revisão/Resync: sinemaniako

17 thoughts on “Spider Baby (1967)- Blu-Ray 720p- Legendado

  1. Esses parentes são muito mal caráter, querendo a e rança de pessoas que não consegui ganhar dinheiro por conta própria kkkk o velho que tomar conta das meninas também é doido um psicopata , muito bom o filme terror com humor kkkk

  2. Wonderful! Fantastic film! What a joy it is to stumble on such an obtuse delight! I savored this film more than any that I have seen in some time

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *